Introdução e História

 

Detergente ou surfactantes, por definição, é todo produto cuja finalidade é "remover sujeira" com eficiência. O sabão foi o primeiro detergente inventado pela humanidade. Há registros históricos de seu uso na Mesopotâmia, há mais de 2000 a.C. Todo sabão é geralmente produzido pelo aquecimento de óleos vegetais e animais, misturados com um álcali (soda cáustica).

nos primeiros anos da era cristã, os gauleses ferviam sebo e cinzas para fabricar uma forma primitiva de sabão. Conhecido pelos romanos e fenícios e artigo de luxo na Idade Média, o sabão tornou-se produto de uso generalizado a partir do século XIX. Desde a segunda guerra mundial, a fabricação de sabão a partir de materiais naturais vem diminuindo em benefício do detergente sintético.

Detergentes são substâncias que apresentam a propriedade de baixar a tensão superficial da água, facilitando-lhe a penetração nos tecidos e auxiliando a remover e manter em suspensão as sujeiras. Os sabões e detergentes sintéticos são constituídos de uma longa cadeia hidrocarbônica, que em média contém de 12 a 20 átomos de carbono, sendo, portanto hidrofóbica ou lipofílica (solúvel em óleos e gorduras), acompanhada de uma extremidade polar (hidrofílica).

As principais características do uso de detergentes certamente são devidas aos tensoativos, os quais estão relacionados à formação de ambientes organizados, também conhecidos como ambientes micelares (micelas), que auxiliam na remoção de sujidades.

Grande parte da população está familiarizada com o uso dos surfactantes como agentes de limpeza, embora seja freqüente a sua utilização em processos industriais na preparação de cosméticos, fármacos e produtos alimentícios, além de processos que incluem cromatografia, análise de solos, catálise, etc.

Em 1890, o químico alemão A. Kraft observou que pequenas cadeias de moléculas ligadas ao álcool funcionavam como sabão. Kraft produziu o primeiro detergente do mundo. Mas a novidade não passou na época de uma curiosidade química. Durante a Primeira Guerra Mundial, o bloqueio dos aliados cortou o suprimento de gorduras naturais, utilizadas para produzir lubrificantes. As gorduras de sabão foram substituídas e o produto tornou-se um artigo raro no país. Outros dois químicos alemães, H. Gunther e M. Hetzer retomaram as pesquisas de Kraft e lançaram em 1916 um detergente com fins comerciais, o Nekal, acreditando que seria usado apenas nos tempos de guerra. Mas as vantagens do detergente sintético sobre o sabão foram logo aparecendo.

Ao longo das décadas, embora o sabão se tenha mantido popular no que se refere à higiene pessoal, a sua utilização na lavagem da roupa e da louça foi diminuindo. E meados da II Guerra Mundial, foi substituído por detergentes sintéticos devido ao seu baixo custo e elevada eficácia. O primeiro detergente para lavar roupa foi o Tide, lançado nos Estados Unidos, em 1946.

No início dos anos 50, o alquilbenzeno, de origem petroquímica, tornou-se disponível, sendo transformado no alquilbenzeno sulfonado de sódio. O alquil benzeno inicialmente desenvolvido tinha cadeia lateral ramificada, o que dificultava sua degradação no meio ambiente. Por volta dos anos 60, foi desenvolvido o alquilbenzeno com cadeia lateral linear, mais prontamente biodegradável, ainda utilizado atualmente.

Com um arranque modesto, o uso de detergentes ligeiramente se popularizou.
Desde então, a busca de métodos de lavagem rápida e eficaz, levou os fabricantes a investir na pesquisa e desenvolvimento de novos produtos que facilitassem as tarefas domésticas.

Durante o ano de 1955, o produto da marca Omo foi lançado em Portugal. Sendo o primeiro detergente para a roupa, adotou a difícil tarefa de tentar inverter a tendência de compra das tradicionais barras de sabão e levar as donas de casa a optar pelo detergente. Com a introdução das máquinas de lavar roupa em Portugal, as várias marcas de detergentes alastram-se a outros segmentos.

É importante ressaltar que aspectos econômicos e ambientais primam por produzir surfactantes que sejam eficientes nas suas funções específicas e que sejam facilmente degradáveis. A preocupação com o meio ambiente é um fator importante e cada vez mais cogitado, o que justifica a produção de surfactantes não tóxicos e biodegradáveis.

Em 1963,nascia uma nova geração de detergentes em pó. Pela primeira vez, a protease comercializada pela Nordisk - divisão de enzimas, hoje Novozymes, uma empresa do mesmo grupo, porém independente, foi introduzida num sabão em pó.

De uma maneira crescente, o mercado para produtos de limpeza tem vindo a evoluir nos últimos anos, registrando índices de crescimento constante, em resultado do desenvolvimento e lançamento de novos produtos. Fórmulas mais eficazes, embalagens atrativas e recicláveis, aberturas direcionadas, são fatores de extrema importância no mercado de produtos de higiene doméstica.

Também as questões ecológicas têm vindo a desempenhar um papel cada vez mais importante na evolução do mercado dos detergentes. As recentes preocupações com meio ambiente impostas pelas legislações ambientais, levou à proliferação de produtos de limpeza doméstica baseados em ingredientes biodegradáveis e considerados menos nocivos para a natureza.

 


Enzimas em Detergentes

 

O mercado de detergentes é sem dúvida a aplicação mais larga de enzimas. Esse consumo vem aumentando muito ao longo do tempo já que as enzimas são surfactantes naturais que causam um menor prejuízo ambiental. O mercado de enzimas para detergentes apresentou um crescimento anual de 15% a 20% em 2002. No ano passado, o faturamento global da empresa Novozymes, uma das gigantes do mercado, foi de aproximadamente a US$ 450 milhões. Os negócios da Novozymes no Brasil, 41% vêm do mercado de detergentes, 26% de alimentos, 8% de rações e 25% de outros setores como, por exemplo, o têxtil.

As enzimas mais comumente usadas em detergentes são:

·         as proteases (específica para agir sobre proteínas);

·         amilases (para amido);

·         lipases (para gorduras) e

·         celulases (atuam nas fibras dos tecidos para liberar as manchas, remover “bolinhas” e rejuvenescer as cores).

Um das forças motrizes atrás do desenvolvimento de Novozymes de enzimas novas ou a modificação de existente para detergentes é fazer nossos produtos mais tolerantes para outros ingredientes como construtores, surfactants e alvejando substâncias químicas, e para soluções alcalinas. A tendência para mais baixas temperaturas de lavagem de roupa suja, especialmente na Europa, aumentou a necessidade por somar enzimas.

A principal vantagem da formulação de detergentes contendo enzimas é a substituição de produtos cáusticos, ácidos e solventes e sua utilização para: (i) digerir e dissolver resíduos orgânicos (sangue, fezes, urina, vômitos e outros); (ii) higienizar as partes externas e internas de instrumentos cirúrgicos; (iii) desobstruir canais com resíduos coagulados; (iv) eliminar resíduos fecais dos canais e superfícies dos fibroscópios e, (v) remover contaminantes da rouparia hospitalar.

A preocupação crescente com o ambiente e a necessidade do desenvolvimento de detergentes para uso especializado levou os fabricantes a reavaliar as formulações existentes no mercado. As formulações mais atuais substituíram por enzimas muitos dos ingredientes que agrediam o meio ambiente, eram tóxicos e provocavam o desgaste de materiais e de instrumentos, mantendo o mesmo desempenho. Estas enzimas têm a grande vantagem de serem 100% biodegradáveis.

Uma nova geração de detergentes sem fosfato e sem cloro alvejante, contendo apenas enzimas, com formulação mais segura e menos cáustica, foi introduzida na Europa há vários anos. O mercado brasileiro importa estas enzimas para o preparo das formulações.

Os processos enzimáticos proporcionam economia de energia e não necessitam investimento em equipamento especial resistente a calor, pressão ou corrosão. Devido à sua eficiência, ação específica, condições moderadas nas quais atuam e, à alta biodegradabilidade, as enzimas são ferramentas importantes para uma extensiva aplicação industrial.

O uso de enzimas, em particular as amilases, em processos industriais, satisfaz às exigências das normas de ISO 9000 e ISO 14000 de baixo impacto ambiental, além da redução de gastos energéticos associados ao aumento da qualidade do produto. O Brasil vem gastando muito na importação de enzimas, principalmente das enzimas amilolíticas. O mercado brasileiro importou em 1994, em torno de 85.459 kg da enzima, o que correspondeu a um custo aproximado de U$ 1.060.874,00.

As projeções indicam que combinações biológicas enzimáticas venham a substituir, cada vez mais, os ingredientes menos aceitáveis do ponto de vista ambiental, nas formulações de detergentes.

A presença de enzimas em detergentes pode ser observada principalmente nos detergentes em pó e em detergentes para usos específicos em áreas biomédicas, onde a esterilização de equipamentos é indispensável. Enzimas como as proteases, amilases e lipases são capazes de digerir manchas de proteína, amido e gorduras de forma eficaz e muito específica.

As enzimas podem causar danos a alguns tecidos mais delicados, como por exmplo lã e seda. Este efeito em tecidos de lã e seda acontece quando se lava com detergente biológico e é irreversível. Recomenda-se lavar a lã e a seda com um detergente que tenha sido especialmente criado para lavar tecidos delicados. A maior parte dos detergentes biológicos diz na embalagem "NÃO LAVAR LÃ OU SEDA".

O mercado de detergentes, basicamente em pó, para roupas é sabidamente competitivo. Neste tipo de clima de negócios, há uma necessidade de se estabelecer marcas distintivas de detergentes para atrair a preferência do consumidor.

Agora, as possibilidades de se fazer isso com a ajuda de enzimas são maiores do que nunca porque toda uma variedade de enzimas inovadoras para detergentes invadiu o mercado nos últimos anos aumentando muito as opções de escolha. No mercado de detergentes em pó acredita-se que as enzimas são os ingredientes mais importantes para o estabelecimento de marcas, já que praticamente todas as potentes afirmações feitas aos consumidores podem se basear no desempenho das enzimas.

Quando se pergunta aos consumidores qual é o problema mais importante de lavagem de roupas ainda sem solução, a resposta típica é: a remoção de manchas de gordura. Pensando nisso os produtores de enzimas introduziram no mercado uma nova lipase que deixa os consumidores satisfeitos por remover manchas de gordura na primeira lavagem. A nova enzima foi bem recebida pelo mercado. Um dos benefícios em se adicionar lipases é que a quantidade de outros surfactantes pode geralmente ser menor.

Embora a quantidade de enzimas nos detergentes seja pequena (tipicamente menos de 1%), os resultados dos detergentes contendo enzimas são muito superiores aos dos produtos apenas à base de fosfato. Desde a introdução de enzimas em detergentes, nos anos 60, economias e benefícios significativos chegaram até o consumidor: a lavagem a temperaturas mais baixas reduziu o consumo de energia e as emissões de CO2; as enzimas permitiram a manutenção de um desempenho ótimo do detergente, ao mesmo tempo em que reduziram as temperaturas e encurtaram os ciclos de lavagem; o impacto no meio ambiente foi consideravelmente reduzido, pois as enzimas são biodegradáveis e substituem produtos químicos que pouco tempo atrás eram despejados abundantemente na natureza.

Empresas como a Genencor International está empenhada em tornar realidade a economia baseada em biotecnologia e buscará a sustentabilidade, tanto em suas próprias operações, como no desenvolvimento de produtos enzimáticos inovadores, que beneficiarão a indústria de detergentes.

O mercado de detergentes líquidos continua crescendo. Por exemplo, os detergentes líquidos são responsáveis por dois terços do mercado de detergentes de roupas para uso industrial nos EUA e este mercado continua crescendo.

Entretanto, em termos de poder de limpeza e desempenho na remoção de manchas, os detergentes líquidos geralmente não conseguem competir com os detergentes em pó.

Isto se deve, em parte, ao fato de que muitos detergentes líquidos não contêm enzimas. Por exemplo, é bastante dispendioso adicionar-se proteases a detergentes líquidos por causa dos custos de estabilização. Novas proteases preestabilizadas, formuladas com o sistema de estabilização patenteado pela Novozymes estão entrando no mercado.

Embora as amilases sejam usadas em detergentes em pó, a sua má estabilidade impediu que fossem usadas amplamente em detergentes líquidos, porém novos estabilizantes vem sendo desenvolvidos e colocados no mercado.

A brancura é uma das principais exigências dos consumidores. Entretanto, os detergentes líquidos geralmente oferecem um desempenho de brancura menos eficaz do que os detergentes em pó devido à ausência de agentes branqueadores. A Endolase, uma celulase produzida pela Novozymes, pode ser usada em detergentes líquidos para manter a brancura ao impedir a redepositação da sujeira.

No ambiente hospitalar, o tipo de matéria orgânica mais crítica é a que contém proteínas e células vivas, principalmente sangue, pois é nela que os microorganismos patogênicos se proliferam.

Uma porção microscópica de matéria orgânica, que pode passar despercebida aos nossos olhos (ex. dentro da articulação de um instrumento, no interior de um artigo tubular), é o suficiente para conter um foco infeccioso com milhares de bactérias.

Os detergentes enzimáticos agem na etapa da limpeza completa dos materiais, removendo detritos e sujidades, especialmente matéria orgânica, tendo como conseqüência a diminuição de grande parte dos microrganismos presentes em qualquer objeto.

Atualmente, a indústria enfrenta um enorme desafio: tem a obrigação de proteger o ambiente, enquanto produz bens, serviços e empregos necessários para a sociedade. Como a conservação de recursos naturais e a proteção ao meio ambiente adquirem cada vez maior importância, a aplicação de novas enzimas para uma gama extensiva de indústrias surge como uma solução econômica e ecologicamente viável. É importante, neste contexto, que micro e pequenas empresas nacionais possam ter acesso aos avanços tecnológicos para manter a competitividade no mercado, evitando a importação de matérias primas e insumos, sempre que possível.

 


Exemplos de Detergentes comerciais que utilizam enzimas em suas formulações

           

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- OMO

Omo sempre foi considerado pelas donas-de-casa um forte aliado na lavagem de roupas do dia-a-dia, um verdadeiro exemplo de inovação e qualidade. Primeiro detergente em pó a ser produzido no Brasil, a marca também inovou em seu segmento: foi o primeiro a ser produzido a partir de matérias-primas sintéticas. Desde seu lançamento, Omo vem passando por um processo de aperfeiçoamento tecnológico constante e é, sem dúvida, a marca responsável pelas grandes novidades nas formulações e benefícios dos detergentes em pó no Brasil. Líder de mercado, oferece desde 1995 uma linha consolidada no mercado até hoje: Omo Multiação, Omo Progress e Omo Cores, cujo principal diferencial são suas formulações específicas, destinadas a atender às mais variadas necessidades da consumidora brasileira. Em 2003, a modernidade e a inovação da marca apareceram com destaque na participação de Omo Progress na Casa Cor 2003; na produção de uma charmosa edição limitada de Omo Cores assinada por Romero Britto; e no relançamento da nova fórmula de Omo Multiação, que combina enzimas e ativos que atravessam o interior do núcleo das fibras dos tecidos, removendo manchas tecidos duplos. Além das mudanças na formulação ("cápsulas de poder azul"), Omo MultiAção ganhou, pela primeira vez, uma variante de perfume, Omo MultiAção Citrus. Com os novos aromas da versão regular e da variante, Omo deixa as roupas ainda mais perfumadas em todas as etapas do processo de lavagem.

Ultraclin – Pão de açúcar

 

Composição:
Tensoativos, coadjuvantes, alcalinizantes, branqueadores ópticos, pigmento, perfume, água, carga e enzimas.


ACE Alvejante

 

 

 

 

Ace possui uma fórmula exclusiva, capaz de remover o encardido que vai se acumulando nas roupas e recuperar a brancura sem danificar as cores. Mas como Ace remove o encardido? O encardido é causado pela sujeira já dissolvida na água e que volta a se depositar no tecido, formando uma película fina e escura que retira seu brilho original. Ace tem um sistema triplo de surfactantes, que remove o encardido e um avançado sistema antideposição que evita que a sujeira volte para a roupa.
Sempre atenta às necessidades dos consumidores, a P&G realiza constantemente pesquisas de hábitos de lavagem de roupas que indicam que o uso de produtos auxiliares de limpeza é bastante freqüente. Principalmente o uso de alvejante.

Com o objetivo de atender os consumidores que utilizam alvejantes na lavagem de suas roupas a fim de conseguir uma limpeza perfeita, Ace acaba de lançar uma nova versão - Ace com Alvejante de ação inteligente * em embalagem bolsa de 850g, 2,5kg e 3,4kg. O novo produto reúne a já conhecida eficiência da limpeza de Ace e o poder do alvejante de ação inteligente, proporcionando um branco perfeito, além de economia e praticidade.

Ace com Alvejante está disponível nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Observação: A marca ACE não faz propaganda da utilização de enzimas, é assim com todos os produtos da Procter&Gamble.


Lifezyme - Limpador multi-enzimático de alta performance

É ideal para as rotinas de processamento de endoscópios, instrumentais e artigos cirúrgicos da área odonto-médico-hospitalar, realizando uma limpeza consciente, não agredindo o instrumental nem o meio ambiente.

Lifezyme foi cuidadosamente desenvolvido pelo Departamento de Pesquisa da Lifemed, conjuntamente com a NATUREplus, INC., empresa americana fabricante da matéria-prima do produto, especializada em produção de enzimas naturais, que proporcionam um processo de limpeza rápido, eficaz e seguro aos nossos clientes.

Lifezyme é livre de corantes, perfumes e outros aditivos químicos, fortalecendo sua posição de produto ecologicamente correto. É uma combinação de diversas enzimas naturais das famílias da amilase, lipase e protease, obtidas através de um processo exclusivo de fermentação natural de extrato vegetal.

Descrição do produto

Limpador multi-enzimático, à base de diversas enzimas naturais (78,4%), das famílias da amilase, lipase e protease, obtidas através da fermentação do extrato vegetal da cana-de-açúcar, sem sofrer alterações genéticas. É biodegradável, atóxico, não corrosivo, não irritante, possui pH na faixa neutra, odor suave, quase imperceptível.
Produto notificado na ANVISA.

Ficha técnica

Denominação genérica do produto:

Limpador enzimático.

Nome / marca do produto:

Lifezyme / Lifemed.

Classificação:

Produto de risco I- isento de registro segundo resolução 184 de 22 de outubro de 2001.

Nome comum ou técnico dos ingredientes ativos:

Enzimas amilase, lipase e protease, tensoativo não iônico (detergente) e álcool isopropílico.

 

 

 

H

 

 

 

 

 

H

 

 

 

 

|

 

 

 

 

 

|

 

 

R

C

CO

NH

C

 

 

|

 

 

 

 

 

|

 

 

 

 

NH2

 

 

 

 

 

COOH

 

 



Onde:

 

 

H

 

 

 

 

|

 

 

R

C

NH2

 

 

|

 

 

 

 

COOH

 

 

e

 

 

H

 

 

 

 

|

 

 

C

NH2

 

 

|

 

 

 

 

COOH

 

 

O esquema acima representa a fórmula estrutural de dois aminoácidos típicos.
Nota: As enzimas são proteínas, constituídas basicamente por aminoácidos.

Composição

Enzimas naturais das famílias da amilase, lipase e protease, detergente não iônico, álcool isopropílico, preservante, estabilizante e água.

Características físico-químicas do produto

 

DADOS FÍSICO-QUÍMICOS

CARACTERÍSTICAS

Estado físico

Líquido

Aparência

Marrom escuro

pH

5.55 - 6.15

Gravidade específica a 20ºC (g/ml)

1.01 - 1.09

Porcentagem de sólidos a 105ºC (%)

15 - 19%

Viscosidade a 25º C

43 - 65

Cor ( diluído 1:250)

Ouro claro

Transparência da solução (diluído 1:250)

Transparente

Odor

Característico

Ponto de ebulição

100ºC

Ponto de fusão

líquido

Densidade do vapor (Ar = 1)

1

Solubilidade na água

infinita

Inflamabilidade

não inflamável

Corrosividade

não corrosivo

Pureza

99% pura

 

Embalagem:

Caixa com 4 Galões de 5L.

Prazo de Validade:

2 anos a partir da data de fabricação.




Ultrassonc MadaClenz Plus 9000 (1 quarto de galão) e 9001 (1 galão)

 

MadaClenz Plus 9000

 

 

 

 

 

 

Limpador Enzimático para obter resultados rápidos e eficazes. Hidroliza os adesivos pépticos, desintegra a matéria protaínica e orgânica. Dupla função de prévia remoção para os instrumentos e para a limpeza e purificação dos sistemas de evacuação. Redução da carga de órgãos vivos nos instrumentos contaminados.

 

Mada Ultrasonic

 

 

 

 

 

 

 

G.P.C. UltraSonic 9005 (Limpador de Uso Geral) - Formulado para a eliminação de colorete triplo da dentadura, pontes, coroas, instrumentos de ortodôncia, etc. Utilizado nas Unidades de Limpeza com Solução UltraSonic Mada.

P & e S UltraSonic 9006 (Removedor de Gesso e Pedras) - Formulado para retirar gesso e pedras de pontes, coroas, dentaduras e outros instrumentos. Utilizado nas Unidades de Limpeza com Solução UltraSonic Mada.

T & e S UltraSonic 9007 (Removedor de Sarro e Manchas) - Formulado para eliminar cálculo, sarro e manchas de tabaco e comida da dentadura, dos instrumentos de ortodôncia e para retirar o cimento permanente. Utilizado nas Unidades de Limpeza com Solução UltraSonic Mada.

T.C.R. UltraSonic 9008 (Removedor de Cimento Temporário) - Formulado para retirar o cimento temporário das pontes, coroas, dentaduras, aparelhos de ortodôncia, instrumentos, etc. Utilizado nas Unidades de Limpeza com Solução UltraSonic Mada.

 


Prozyme

Prozime

 

 

 

 

 

 

 

 

PROZIME é um limpador multienzimático de alta performance com PH neutro, concentrado e biodegradável com quatro enzimas: amilase, protease, lipase e carbohidrase, associado a uma combinação de tensoativos não iônicos e álcool isopropílico proporcionando uma ação de sinergia e potencializando o poder de limpeza em lavadoras ultra-sônicas e  manualmente.

Prozime foi especialmente desenvolvido para limpeza profunda de endoscópios, instrumentais cirúrgicos, odontologicos, materiais de anestesia e vidrarias, agindo  por contato (eliminando a escovação) sem danificar nenhum componente destes instrumentos. A ação das 4 enzimas dissolve e digere, com maior eficiência, apenas e somente qualquer tipo de matéria orgânica (sangue, gordura, fezes, restos mucosos, etc) diminuindo a carga microbiana e eliminando odores biológicos.

 Modo de Usar ( manual / ultra- sônicas):

• Adicione 5 ml de Prozime em 1 litro de água (diluição a 0,5%) ou na mesma proporção em outras quantidades. Com 1 litro de Prozime obtemos 200 litros de solução diluída.

 Mergulhe os materiais na solução em temperatura ambiente ou no máximo à 40° C, imediatamente após uso, deixando de 2 a 5 minutos. Exponha as áreas críticas: lúmens, articulações, ranhuras (em endoscópios aspire e ejete a solução pelos canais). Em materiais com sangue muito ressecado mantenha por mais tempo.

 Enxaguar em abundância, eliminando completamente os resíduos de detergente em canais, fendas, etc.

 Deixar escorrer a água e secar com pano limpo, eliminando completamente a água de orifícios e fendas. Execute o processo de desinfecção recomendado pelo Ministério da Saúde. Substitua a solução de PROZIME a cada 12 horas ou antes se estiver saturada.  

Armazenagem:  

Manter o produto em temperatura ambiente (15°C a 35°C) e bem fechado. Não reutilizar a embalagem vazia.

Composição:

 Álcool Isopropílico, Enzimas Protease 17%, Amilase 17%, Lipase 15% e Carbohidrase 15%, Alquipoliglucosideo, Nonil Fenol, EDTA, Corante, Essência e Água Desmineralizada.

Precauções de Uso: (Utilizar EPI)

 Perigoso se ingerido. Mantenha fora do alcance das crianças. Em caso de contato com a pele ou olhos, lave a área com água em abundância. Se ingerido não provoque vômito e beba água em abundância. Procure um médico imediatamente.                             

Validade:

 2 anos após a data de fabricação.


Enziclean APL

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENZICLEAN APL é um detergente de estrutura multienzimática de alta performance com Ph neutro, concentrado e biodegradável com três enzimas digestivas: amilase, protease e lipase, associado a uma combinação de tensoativos não iônicos e álcool isopropílico proporcionando uma ação de sinergia e potencializando o poder de limpeza em lavadoras ultra-sônicas e  manualmente.

ENZICLEAN APL foi especialmente desenvolvido para acelerar a degradação e desprendimento da matéria orgânica e proporcionando a rápida limpeza de endoscópios, fibroscópios, instrumentais cirúrgicos, odontologicos, materiais de anestesia e vidrarias, agindo  por contato (eliminando a escovação) sem danificar nenhum componente destes instrumentos. A ação das 3 enzimas dissolve e digere, com maior eficiência, apenas e somente qualquer tipo de matéria orgânica (sangue, gordura, fezes, restos mucosos, etc) diminuindo a carga microbiana e eliminando odores biológicos, assim aumentando a segurança para o usuário.

 Modo de Usar ( manual / ultra- sônicas):

Adicione 5 ml de ENZICLEAN APL em 1 litro de água (diluição a 0,5%) ou na mesma proporção em outras quantidades. Com 1 litro de ENZICLEAN APL obtemos 200 litros de solução diluída.

 Mergulhe os materiais na solução em temperatura ambiente ou no máximo à 40° C, imediatamente após uso, deixando de 2 a 5 minutos. Exponha as áreas críticas: lúmens, articulações, ranhuras (em endoscópios aspire e ejete a solução pelos canais). Em materiais com sangue muito ressecado mantenha por mais tempo.

 Enxaguar em abundância, eliminando completamente os resíduos de detergente em canais, fendas, etc.

 Deixar escorrer a água e secar com pano limpo, eliminando completamente a água de orifícios e fendas. Execute o processo de desinfecção recomendado pelo Ministério da Saúde. Substitua a solução de ENZICLEAN APL a cada 12 horas ou antes se estiver saturada.  

(Lavadoras Ultra-Sônicas)

Coloque ENZICLEAN APL puro no reservatório e programe o dosador de acordo com a quantidade de água utilizada na câmara..  

Armazenagem:  

Manter o produto em temperatura ambiente (15°C a 35°C) e bem fechado. Não reutilizar a embalagem vazia.

Composição:

 Álcool Isopropílico, Enzimas Protease 22%, Amilase 20% e Lipase 20%, Tensoativos não iônicos, Corante, Essência e Água Desmineralizada.

Precauções de Uso: (Utilizar EPI)

 Perigoso se ingerido. Mantenha fora do alcance das crianças. Em caso de contato com a pele ou olhos, lave a área com água em abundância. Se ingerido não provoque vômito e beba água em abundância. Procure um médico imediatamente.                            

Validade:

 2 anos após a data de fabricação